Caparaó/MG: Síntese histórica


Os primeiros habitantes da região foram indígenas que originários da Capitania do Espírito Santo que deixaram o litoral em busca de novas terras devido as perseguições dos colonizadores.Antônio Dutra de Carvalho, conhecido como Dutrão integrante da Revolução Liberal de 1842 fugindo das tropas de Caxias se refugiou na região levando com ele a família, escravos e seu rebanho bovino. Desse local onde Antônio Dutra se estabeleceu surgiu um povoamento, a terra fértil contribuiu para o crescimento de fazendas que se dedicaram ao cultivo de café introduzido por Manoel Francisco Pinheiro por volta de 1848. Em 1851 surgiu uma outra grande plantação de café, a Fazenda Santa Maria, de propriedade de Manoel Esteves Lima. O fator determinante da colonização foi a fertilidade da terra, que contribuiu para a implantação de novas e grandes fazendas que se dedicaram à cultura cafeeira. No entanto, com a descoberta do caolim, mica e feldspato, a povoação teve um grande surto de desenvolvimento. O povoado cresceu, principalmente a partir de 1913, quando a ferrovia The Leopoldina Railway Company Limited atingiu a localidade com seus trilhos, quando da construção do ramal que levaria a Manhuaçu. É evidente que a Estrada de Ferro Leopoldina deu à região uma fase de desenvolvimento. Também marcante foi a criação do Parque Nacional do Caparaó em 1961. Mas foi somente em 30 de Dezembro de 1962, pela lei nº 2.764 foi criado o município de Caparaó.

Voltar