Divino de São Lourenço: Síntese histórica

 

As terras, hoje compreendidas pelo município de Divino de São Lourenço, pertenceram, até a data de sua emancipação, em 1963, aos municípios de Alegre e Guaçuí. Os desbravadores da região, seguindo o curso do rio Veado, chegaram à confluência deste rio com o Ribeirão São Lourenço, onde fundaram pequena povoação e erigiram capela dedicada a São Lourenço.
Gentílico: são lourencense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de São Tiago, pela lei estadual nº 1093, de 05-01-1917, subordinado ao município de Alegre.
Pela lei estadual nº 1688, de 25-12-1928, transfere o distrito de São Tiago do município de Alegre para o novo município de Veado.
Pelo decreto estadual nº 372, de 23-01-1931, o distrito de São Tiago passou a denominar-se São Lourenço.

Pelo decreto nº 1543, de 08-08-1931, o município de Veado passou a denominar-se Siqueira Campos.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de São Lourenço figura no município de Siqueira Campos.
Pelo decreto-lei estadual nº 15177, de 31-12-1943, o distrito de São Lourenço passou a denominar-se Imbuí e município Siqueira Campos a deno minar-se Guaçuí.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito de Imbuí ex
São Lourenço figura no município de Guaçuí ex-Siqueira Campos. Em divisão territorial datada de 01-07-1955, o distrito de Imbuí permanece no município de Guaçuí.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-07-1960.

Elevado à categoria de município com a denominação divino de São Lourenço, pela lei estadual nº 1915, de 30-12-1963, desmembrado de Guaçuí. Sede no antigo distrito de Imbuí atual Divino de São Lourenço. Constituído do distrito sede. Instalado em 14-06-1964.

Em divisão territorial datada de 01-01-1979, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alterações toponímicas distritais
São Tiago para São Lourenço alterado, pelo decreto estadual nº 372, de 23-01-1931. São Lourenço para Imbuí alterado, pelo decreto-lei estadual nº 15177, de 31-12-1943. Imbuí para Divino de São Lourenço alterado, pela lei estadual nº 1915, de 30-12-1963.

Transferências distritais
Pela lei estadual nº 1688, de 25-12-1928, transfere o distrito de São Tiago do município de Alegre para o de Veado. Pelo decreto nº 1543, de 08-08-1931, transfere o distrito de São Lourenço do município de Veado para o município de Siqueira Campos. Pelo decreto-lei estadual nº 15177, transfere o distrito de Imbuí do município de Siqueira Campos para o de Guaçuí.

Fonte: IBGE

Geografia
Está situado a 690 metros de altitude, e tem a maior reserva de mata atlântica dentre os municípios que formam a região do Caparaó. É cercado por inúmeras cachoeiras de águas límpidas e cristalinas.

Economia
Tem como atividade econômica principal a agropecuária, baseada na exploração de leite e café.

Turismo
Conhecida na região como Cidade Natureza. No município se localizam as maiores reservas de Mata Atlântica primária de toda a Serra do Caparaó e várias Cachoeiras de águas cristalinas,dentre elas se destacam do Granito, Chachoeira Alta e das Andorinhas, localizadas à 11 km da sede, no Distrito de Patrimônio da Penha. A 23 km do acesso ao Pico da Bandeira, situado em Pedra Menina, distrito de Dores do Rio Preto, uma cidade vizinha, que como Divino de São Lourenço, é hospitaleira, onde a simplicidade da população é que conquista os visitantes. Divino de São Lourenço é pouco conhecida dos capixabas, e é a menor em população do Estado do Espírito Santo. É um lugar calmo, com muita natureza e ar puro.

Referências
Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Voltar